Ah, o Brasil! Os problemas são grandes e até podem parecer eternos, mas que esse país continental tem história bonita pra contar, isso tem! Então que tal focarmos nisso para aproveitar o que a nossa pátria amada tem para nos oferecer? Aqui vou pegar Estado por Estado e te dar uma opção de destino para você conhecer. É cada lugar lindo que vai tirar seu fôlego e te fazer conhecer ainda mais cada cantinho do nosso Brasilzão!

Dica Importante: Para receber as melhores ofertas de passagens aéreas, clique sobre os mensageiros aqui (Whatsapp e Messenger), siga as instruções e se cadastre. Ao final desse post, veja ofertas para este(s) destino(s).

Acre: Parque Nacional Serra do Divisor

Considerado o quarto maior Parque Nacional do Brasil, ele fica na divisa com o Peru, no extremo oeste do Acre. Ele também é chamado de Serra do Moa e abriga a maior biodiversidade de toda a Floresta Amazônica. Lá você irá encontrar cachoeiras (como a do Ar condicionado, do Amor, da Estátua e outros); rios (como o Rio Moa); o Buraco Central (local que foi resultado das procuras de petróleo nos anos 40); diversas espécies de fauna e flora, algumas tribos indígenas e serigueiros que residem por anos na região. O Mirante Serra da Jacirana é um dos ‘pontos turísticos’ do parque, dele você tem uma vista infinita de toda a floresta, é impressionante.

Vista do Parque Nacional da Serra do Divisor

Vista do Parque Nacional da Serra do Divisor

Alagoas: Praia do Francês

Na cidade de Marechal Rondon, à 20km da capital Maceió, fica uma das praias mais belas de todo o estado de Alagoas. A Praia do Francês é, ao lado esquerdo, protegida por uma cadeia de corais que separam e formam algumas piscinas naturais ótimas para nadar tranquilamente e praticar snorkel. Ele também tem uma área para pratica de surf devido a ótimas ondas para prticar que fica na parte leste da praia. Por lá são oferecidos passeios de barcos ou jangadas, locação de caiaques e stand-up paddle.

Escultura na Praia do Francês em Alagoas

Escultura na Praia do Francês em Alagoas

Amapá: Laranjal do Jari

Um dos lugares mais procurados e belos de toda Amapá, a cidade de Laranjal do Jari é uma aventura a parte para muitos brasileiros devido suas quedas d’água. Ela fica a cerca de 300km da capital Macapá e tem cerca de 50 mil habitantes. Devido sua localização, o local recebe cerca de 2.000mm de chuva durante todo o ano, o que faz ter uma vazão em suas cachoeiras impressionante. A Cachoeira de Santo Antônio é considerado com uma das imagens mais lindas de toda Floresta Amazônica. Perto da cidade fica um dos maiores latifúndios de todo o Brasil: O Projeto Jari.

As quedas da Cachoeira de Santo Antônio

As quedas da Cachoeira de Santo Antônio

Amazonas: Presidente Figueiredo

Chamada de “Terra das Cachoeiras”, a cidade de Presidente Figueiredo, que fica a cerca de 100km da capital Manaus, no Amazonas é ótimo para quem gosta de aventuras e se jogar em meio à natureza. Com várias quedas d’água e praias feitas pelos seus rios escuros fazem da cidade uma atração espetacular. A Gruta da Judeia une cachoeira com uma piscina natural, sua pedras esverdeadas devido aos musgos deixam a paisagem ainda mais bela.

Parte da Gruta da Judeia

Parte da Gruta da Judeia

Bahia: Ilha de Boipeba

O meu parceiro de Viagens na Web, Marcos Santos, já escreveu sobre a Ilha de Boipeba contando sua experiência pessoal vivida numa das praias de lá. Veja clicando aqui. O lugar fica na cidade de Cairu que fica a cerca de 300km da capital Salvador, ou 140km indo de ferryboat. O local já foi considerado a segunda ilha mais linda de toda América do Sul, perdendo apenas para a Ilha de Páscoa. Repleto de piscinas naturais com águas clarissímas. Ótimo lugar para viver na tranquilidade e no seu tempo.

Passeio de barco nas águas claras da Ilha de Boipeba

Passeio de barco nas águas claras da Ilha de Boipeba

Ceará: Praia da Tatajuba

Para quem acha que Ceará é só Jericoacoara saiba que tem muito para se aventurar por lá. A Praia da Tatajuba é outra maravilha para se aproveitar nos arredores do estado. Ela fica na cidade de Camocin e fica à cerca de 400km da capital Fortaleza. A praia faz parte de um conjunto de dunas que soterrou toda a ilha que havia ali, mas com a subida da maré formou uma belíssima beira-mar. Com tranquilidade e muita água esverdeada, o local é ótimo para respirar e aproveitar a calmaria. Ela faz parte da Rota das Emoções que escrevi no site.

O beira-mar da Praia da Tatajuba

O beira-mar da Praia da Tatajuba

Distrito Federal: Complexo da Cachoeira do Poço Azul

Bastante conhecida dos brasilienses, a Cachoeira do Poço Azul é bem visitada por locais, mas o que poucos sabem é que existem mais sete quedas ao seu arredor. Saindo de Brasília você demora cerca de uma hora até lá. Fica na região de Sobradinho e Brazlândia dentro da Chapada da Contagem. Lá dentro há várias atrações de ecoturismo, tem de tudo um pouco. A mais bela cachoeira é a do Poço Azul que une duas quedas com dourado e o azul em suas cores, sejam na pedras ou na água. É incrível. O lado ‘ruim’ é para chegar você tem que pagar R$8,00 reais por pessoa para entrar no complexo.

Uma das cachoeiras do Poço Azul

Uma das cachoeiras do Poço Azul

Espírito Santo: Ibitirama

Longe 220 km da capital Vitória, dentro do Parque Nacional de Caparaó fica a cidade de Ibitirama, um dos pólos de ecoturismo do Espírito Santo. Ali ficam no Pico da Bandeira, um dos mais alto do Brasil, com os seus mais de 2.800 metros de altitude. Outra atração é a Pedra Roxa, com corredeiras e poços com água cristalina, a paisagem impressiona. Lá dentro você fazer trilhas e aproveitar as várias cachoeiras presentes no parque.

Pôr do Sol em Ibitirama

Pôr do Sol em Ibitirama

Goiás: Mambaí

Distante 530km da capital Goiânia, a cidade de Mambaí reserva uma das aventuras mais radicais que o Brasil pode oferecer: uma tirolesa de mais de 100 metros de altura e 300 metros de extensão. Ela atravessa o cânion do Côrrego das Dores e é uma das maiores do país. Você precisa conhecer também duas cachoeiras na região: a do Paraíso do Corrego que tem três quedas e a Funil. Uma passagem na Gruta da Tarimba também vale a pena. Veja o que mais conhecer em Goiás e da Chapada dos Veadeiros em outros textos que fiz clicando aqui ou aqui.

A gigantesca tirolesa em Mambaí

A gigantesca tirolesa em Mambaí

Maranhão: Chapada das Mesas

Na cidade de Riachão, fica o Parque Nacional da Chapada das Mesas e fica à cerca de 900km da capital São Luís. Dentro dele ficam belezas pouco aventuradas por turistas e é de perder o fôlego. O chamado Encanto Azul é um lago digno de seu nome, com suas águas cristalinas e calmas, mesmo que receba água de uma queda d’água. A vista em seus altos é lindo, dá para ver sertão, floresta, cavernas e rios. É a visão (quase) completa do Brasil como essência.

O Encanto Azul no Maranhão

O Encanto Azul no Maranhão

Mato Grosso: Nobres / Bom Jardim

Um oásis em meio ao Cerrado brasileiro. Na pequena cidade de Nobres, a cerca de 150 km da capital Cuiába e, pertinho do município, fica a vila de Bom Jardim que é um parque para quem gosta de aventuras aquáticas. Com suas águas cristalinas, azuis e com várias espécies de peixes é ótimo para práticas de nado, snorkel e aproveitar a mãe natureza. Um dos pontos para visitar ali é a Lagoa das Araras, o nome já diz tudo.

Uma das lagoas em Bom Jardim

Uma das lagoas em Bom Jardim

Mato Grosso do Sul: Bonito – Gruta da Lagoa Azul

Aqui eu vou focar em apenas uma atração que a cidade de Bonito tem para te oferecer, caso queira saber mais, veja o post da minha amiga Amanda Rinkieviej fez sobre o lugar clicando aqui. A Gruta da Lagoa Azul – que não tem nada a ver com o eterno filme da Sessão da Tarde – tem uma história até que instigante por ter sido descoberta por um índio local nos anos 20. O lacustre corresponde a cor dita e tem mais de 90 metros de profundidade, parece que você chega a ver o fundo de tão limpo e cristalino que é a água.

A Gruta da Lagoa Azul

A Gruta da Lagoa Azul

Minas Gerais: Gruta do Maquiné

Você já ouviu falar de Cordisburgo? Não, não fica na Alemanha e está com tradução brasileira ou algo do tipo, é uma cidade que fica em Minas Gerais, distante 120km da capital Belo Horizonte. Nela fica a Gruta do Maquiné, onde surgiram as primeiras pesquisas da paleontologia no Brasil. Com seus 18 metros de profundidade e 600 metros de extensão, a caverna impressiona por tudo que possa imaginar. Mergulhe de cabeça na (pré)história – mas de capacete.

Uma das pinturas rupestres na Gruta do Maquiné

Uma das pinturas rupestres na Gruta do Maquiné

Pará: Alter do Chão

Nas margens do Rio Tapajós, se formou uma pequena ilhota chamado por todos de ‘Caribe Amazônico‘, a cidade de Alter do Chão, que fica à 30km de Santarem, é um dos pontos no norte do país que precisam ser visitados por nós brasileiros. A melhor época para ir é entre agosto e dezembro, principalmente em setembro, já que os bancos de areia se formam e tudo fica lindo. Um dos shows que a natureza irá te dar é o encontro das águas cristalinas do Tapajós com a água com barro do Amazonas. A Ilha do Amor é procurada por muitos casais devido ao formato de coração que é formado pelos rios.

Pôr do sol na Ilha do Amor em Alter do Chão

Pôr do sol na Ilha do Amor em Alter do Chão

Paraíba: Praia da Areia Vermelha

Na Grande João Pessoa, fica a cidade de Cabedelo e que só aparece quando a maré está baixa. Com mais de 1,5km de extensão a praia surpreende pelas suas águas cristalinas e as suas piscinas naturais formadas entre as pedras de sua orla. A areia não é vermelha, mas se aproxima dela. O lugar é ótimo devido a surpresa de se ela estará lá ou não.

Vista da Praia de Areia Vermelha na Paraíba

Vista da Praia de Areia Vermelha na Paraíba

Paraná: Trem Curitiba/Morretes

Considerado um dos passeios de trens mais bonitos do Brasil e do mundo, o trajeto Curitiba – Morretes não pode ficar de fora para quem for visitar o Estado do sul do país. Passando pela Serra do Mar, a vista é de tirar seu ar e te esplandece com as suas paisagens. Ela dura cerca de três horas, mas parece que nem demora tanto assim devido o local em que passa. Dentro dele há um guia que vai te conta de tudo um pouco sobre a história do trem e das cidades paranaenses.

O Trem Curitiba-Morretes

O trem Curitiba-Morretes

Pernambuco: Praia/Pontal dos Carneiros

Uma das praias desertas – mais nem tão deserta por ser procurada por vários turistas – mais belas do Brasil. Com suas águas esverdeadas e mornas, não tem como não se unir a tranquilidade do Pontal dos Carneiros. A rusticidade é bem vista por toda sua extensão, mas dá para aproveitar e muito do lado turístico da praia. A Capela de São Benedito é um dos pontos mais bonitos de lá. Ela fica na cidade de Tamandaré, distante cerca de 100km da capital Recife.

Lembra o Caribe, mas é a Praia dos Carneiros

Lembra o Caribe, mas é a Praia dos Carneiros

Piauí: Parque Nacional da Serra da Capivara

No sertão do Estado do Piauí fica o Parque Nacional da Serra da Capivara, o maior sítio arqueológico das Américas. São mais de 1.200 artes rupestres em suas cavernas e morros e é Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO desde 1.990. São mais de 170 lugares para explorar e se embelezar com suas paisagens. Nos topos dos seus montes, não tem como, você possivelmente não verá uma imagem mais linda do que o pôr do sol por lá.

Pôr do Sol na Serra da Capivara

Pôr do Sol na Serra da Capivara

Rio de Janeiro: Ilha Grande

Na Ilha Grande, que fica em Angra dos Reis, é quase impossível não adorar as paisagens e suas praias. A Praia do Caxadaço era um reduto de esconderijos de navegações na época colonial e você chega até ela após uma linda e tranquila trilha pelas pedras da ilha. Ele é completamente deserta e dá para aproveitar tudo por lá. A Lagoa Verde também chamada muita atenção devida a cor de suas águas.

A Lagoa Verde na Ilha Grande

A Lagoa Verde na Ilha Grande

Rio Grande do Norte: Maracajaú

Dentro da cidade de Maxaranguape fica a Praia de Maracajaú. Fica à 60km da capital Natal e impressiona pela água extremamente azul e rasa. Dá para ir até longe da costa para aproveitar o melhor da praia e praticar snorkel, além de poder alugar uma embarcação e ficar ‘ancorado’ no meio do mar apenas aproveitando a vista e as águas tranquilas. É impossível encontrar adjetivos para o lugar. Tem ir para ver.

As águas cristalinas de Maracajaú

As águas cristalinas de Maracajaú

Rio Grande do Sul: Parque Nacional dos Aparados da Serra

Entre os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, o Parque Nacional dos Aparados da Serra é uma área com mais de 100 milhões de m² com cerca de 36 cânions. A fenda de Itaimbé é um dos lugares mais procurados já que dá para aproveitar e fazer uma trilha às margens do Rio do Boi se embrenhando pelos restos de Mata Atlântica e ele fica dentro do cânion de Itaimbezinho que tem mais de 5km de extensão.

O cânion de Itaimbezinho

O cânion de Itaimbezinho

Rondônia: Cachoeira do Rio Mandi

Em Teixeirópolis, a cerca de 350km da capital Porto Velho, fica a cachoeira mais alta do Estado. A Cachoeira do Rio Mandi tem mais de 30 metros de altura e está na Pousada do Vale das Cachoeiras que abriga mais 10 quedas d’água e um parque aquático, além de opções de trilhas e atrações de ecoturismo. O esquema aqui é não ter medo de se molhar.

A cachoeira do Rio Mandi

A cachoeira do Rio Mandi

Roraima: Monte Roraima

Um dos lugares mais procurados por turista do mundo inteiro, o Monte Roraima abriga três fronteiras: Brasil com a Venezuela e a Guiana. Para chegar ao topo, tem que ter vontade e perseverança, pois são três dias para subir e dois para descer, mas a sensação é incrível. Com seus mais de 2.800 metros de altitude, é o oitavo ponto mais alto do Brasil que tem a menor porção do Monte. Além do desafio de subir até o cume, tem outros tipos de trilhas e cachoeiras que você aproveitar na região.

Vista do Monte Roraima pelo lado venezuelano

Vista do Monte Roraima pelo lado venezuelano

Santa Catarina: Ilha do Campeche

Dentro de Florianópolis você vai encontrar uma das reservas ecológicas do Estado de Santa Catarina, a Ilha do Campeche, ótima para prática de kitesurf, é convidativo devido suas águas claras e azuis. Com mais de 10 sítios arqueólogicos, é outra atração para se aproveitar no local. O local tem quase nenhum infra-estrutura para os turistas devido sua restrição de entrada, apenas 400 pessoas podem ficar ao mesmo tempo na ilha.

Ilha do Campeche

Ilha do Campeche

São Paulo: Chapada Guarani

Dentro da Chapada Guarani fica a cidade de Brotas, distante 230km de São Paulo. Ela é conhecida com a cidade dos esportes radicais, principalmente as feitas na água. Ótimo para se jogar natureza adentro e brincar de boiacross no Rio Jacaré Pepira. Um dos lugares procurados na região é a tal Areia que Canta, um lindo lago com água cristalina onde se você brincar com a areia no fundo dá para se ouvir um barulho parecido com um assovio.

A lagoa da Areia que Canta

A lagoa da Areia que Canta

Sergipe: Praia do Saco

Distante 50km da capital Aracaju fica a Praia do Saco. Com uma extensão de mais de 5km, o lugar chama atenção por ser ponto de deságua de seis rios no mar e isso faz com que manguezais, corais e outras espécies típicas sejam comuns por lá. As areias douradas de suas dunas também é algo impressionante por lá. A praia já foi considerada uma das mais lindas do planeta.

Beira-mar da Praia do Saco

Beira-mar da Praia do Saco

Tocantins: Fervedouro Bela Vista

Dentro do Parque Estadual do Jalapão, na cidade de São Féliz do Tocantins que fica cerca de 130km da capital Palmas, ficam várias nascentes de águas cristalinas que formam pequenos lagos na região, eles são chamados de fervedouros. O mais procurado na região é o Fervedouro Bela Vista que fica entre várias bananais e lembra alguns episódios de desenhos dos anos 90. O local é ótimo para acampar já que tem serviço de camping e é ótimo para tomar um banho quente no calor tocantinense.

Um dos vários fervedouros no Parque do Jalapão

Um dos vários fervedouros no Parque do Jalapão

Gustavo Fundador
"Utilize os filtros abaixo para encontrar sua viagem com mais facilidade. Os valores apresentados já incluem todas as taxas."
Gustavo Fundador
"Utilize os filtros abaixo para encontrar sua viagem com mais facilidade. Os valores apresentados já incluem todas as taxas."