Auckland é a capital da Nova Zelândia, país que reserva lindas paisagens naturais – se quiser saber mais sobre todos os parques nacionais e tudo que a natureza neozelandesa pode te proporcionar, é só clicar aqui! Mas, é pela capital que os visitantes chegam ao país, então, é sempre o ponto de início da viagem. E, é claro que Auckland também impressiona e mantém o turista ocupado, não numa área muito grande que pode ser tranquilamente percorrida a pé!

Na Nova Zelândia, há duas línguas oficiais: o inglês e o maori, mas, durante sua estadia no país (e na cidade) só se vai usar o inglês, então dá para dar um jeito de se virar tranquilamente! A moeda oficial é o dólar neozelandês (NZD), mas, é mais fácil sair do Brasil com dólar americano (U$) e trocar pela moeda do país quando chegar por lá. Se hospedando na área central da cidade, dá para fazer tudo a pé e pensar no carro ou motorhome para percorrer todo o resto do país.

auck

O que fazer?

Auckland é uma cidade moderna e cheia de atrações. Não dá para sair de lá sem conhecer a Sky Tower, maior edifício da cidade, com quase 330 metros – e que dá uma vista linda da cidade. Invista em tentar ver o pôr do sol de lá de cima, e ainda assistir o céu escurecendo e a cidade se iluminando durante a noite. Os mais corajosos ainda podem tentar o Sky Jump, que é saltar do alto do prédio, ou, ainda o Sky Walk, que é andar em uma plataforma de vidro. O ingresso para subir a torre custa a partir de NZD29 dólares neozelandeses, e pode ser comprado no site.

Perto da Sky Tower e a beira mar ficam 3 regiões que são muito convidativas a uma caminhada no meio do dia, ou até uma refeição com frutos do mar fresquinhos. Britomart, Viaduct Harbour e Wynyard são cheias de lojinhas, restaurantes, espaços culturais (onde acontecem shows e intervenções) e o Museu Marítimo, que tem uma enorme coleção de objetos marítimos maoris, pesquisas, objetos utilizados em barcos, velas… É muito legal mesmo. Mais informações sobre o que pode estar acontecendo enquanto você estiver de passagem pela cidade podem ser obtidas aqui.

auck 2

O Jardim Botânico da capital é lindo, e é onde fica o Auckland War Memorial Museum, em homenagem aos que lutaram na Segunda Guerra Mundial. A entrada custa NZD25 dólares neozelandeses, e pode ser comprada direto aqui. O Auckland Domain Park é a maior área verde da cidade, e onde fica um dos vulcões inativos do país, chamado Pukekawa. E, se quiser aproveitar um pouquinho mais da natureza em meio a capital, não deixe de ir Mount Eden, uma cratera contornada por áreas verdes – é muito lindo!

Daí, dá para procurar e pegar seu carro ou motorhome para seguir viagem para os lados da Ilha Sul e da Ilha Norte.

auck 3

O que/Onde comer?

O cenário gastronômico de Auckland também impressiona o turista. São muitos restaurantes das mais diversas culinárias – com uma influência maior da culinária asiática. Dá para comer muito bem na cidade sem precisar gastar muito para isso! O Thai Me Up é um dos melhores restaurantes da cidade, e tem um preço muito amigo. Mamak Malay tem vários pratos típicos da Malásia por um ótimo preço. Toto’s Pizza é uma das pizzarias mais tradicionais e famosas da cidade, e pode ser uma ótima opção para um jantar. O Miss Clawdy é especializado em comida latina e tem um ótimo preço. Merchants of Venice é um ótimo restaurante italiano. Takapuna Beach Cafe serve uma série de pratos típicos da região por um ótimo preço. O Soul é um restaurante especializado em peixes e frutos do mar.

Hospedagem/Onde ficar?

A região central é a melhor região da cidade para se hospedar, principalmente entre as ruas Queen Street e Quay Street – assim, se está perto de pontos turísticos, restaurantes, lojas e é fácil para alugar um veículo e depois sair conhecendo o resto do país. A hospedagem não tem preços muito absurdos, então, dá para aproveitar e se hospedar com bastante conforto para depois seguir viagem. Algumas opções de hospedagem são: SKY City Grand Hotel, Barclay Suites e Econolodge City Central

Quando ir?

Vale a pena considerar duas coisas ao planejar a viagem para a Nova Zelândia, o clima e a temporada. De dezembro a fevereiro é verão no país, com temperaturas altas e toda a cidade e atrações cheias por serem as férias neozelandesas! É um período com maior incidência solar e melhor para fazer atividades ao ar livre, mas, ao mesmo tempo, é a época em que o país fica mais cheio e mais caro! O inverno, de junho a agosto, é procurado pelos visitantes que querem praticar esportes de neve. As temperaturas ficam baixas, mas, em compensação tudo fica mais barato. O outono e a primavera não possuem temperaturas extremas e não lotam muito a cidade e os parques nacionais, então, merecem ser considerados.

Gustavo Fundador
"Utilize os filtros abaixo para encontrar sua viagem com mais facilidade. Os valores apresentados já incluem todas as taxas."
Gustavo Fundador
"Utilize os filtros abaixo para encontrar sua viagem com mais facilidade. Os valores apresentados já incluem todas as taxas."